logotipo Corretor Elite

Nosso Blog

Mantenha-se atualizada sobre o mercado imobiliário

Comprar imóvel novo ou usado? Confira as vantagens e desvantagens

jardim de inverno de uma casa

Decidir entre comprar um imóvel novo ou usado é uma das principais dúvidas de quem está procurando realizar o sonho da casa própria.

Por isso, ambas as opções têm prós e contras que precisam ser bem analisados antes de tomar uma decisão.

Neste artigo, vamos comparar detalhadamente todas as vantagens e desvantagens de comprar um imóvel novo versus um usado.

Você vai descobrir:

●     Quais são os benefícios de optar por um imóvel recém-construído;

●     As possíveis desvantagens ao comprar um imóvel novo;

●     As vantagens de escolher um imóvel que já teve moradores;

●     Os contras de adquirir um imóvel usado;

●     Dicas para definir qual opção é a ideal para o seu perfil;

●     Esclarecimentos sobre valorização, documentação, reformas e muito mais!

Ao final deste artigo, você terá informações valiosas para decidir se vale mais a pena comprar um imóvel novo ou usado.

Vamos começar!

Vantagens de comprar um imóvel novo

Optar por um imóvel recém-construído, seja ainda na planta ou já finalizado, tem alguns benefícios interessantes. Veja quais são:

1. Infraestrutura nova e moderna

Inegavelmente, este é um dos grandes atrativos de comprar um imóvel novo.

Aliás, tudo estará funcionando perfeitamente, desde as instalações elétricas e hidráulicas até amenidades como ar-condicionado, aquecimento solar e automatização residencial.

Isso sem falar na existência de áreas de lazer modernas, que proporcionam momentos inesquecíveis para você e sua família.

Além disso, construtoras buscam adotar tendências recentes de design e funcionalidade nos empreendimentos novos, 

Ou seja, é possível ter uma cozinha integrada com a sala, home office, suítes amplas, closet e outros diferenciais.

Até porque, isso traz mais praticidade e conforto no dia a dia dos moradores, sem precisar mexer em nada. 

Em suma, o condomínio em regra é pensado de forma a gerar mais conforto e segurança ao morador.

2. Ausência de desgaste

Todo imóvel usado, por mais bem conservado que esteja, já apresenta sinais de desgaste com o passar do tempo.

Por isso, pisos e revestimentos riscados, infiltrações, mau funcionamento de fechaduras e torneiras são alguns exemplos.

No entanto, em um imóvel tudo está em perfeito estado, sem qualquer dano ou comprometimento decorrente do uso.

Assim, o morador será o primeiro a utilizar aquela estrutura, o que dá mais segurança e evita dores de cabeça com manutenções logo nos primeiros meses.

3. Personalização

Se a compra for feita ainda na planta, é possível personalizar alguns detalhes como o layout dos cômodos, revestimentos, bancadas e outros acabamentos.

Dessa forma, o imóvel já será entregue do jeito que melhor atende às necessidades da família.

Em imóveis prontos, as possibilidades são menores, mas ainda assim há chance de escolher algumas opcionais na hora da compra ou fazer modificações antes de se mudar.

4. Localização privilegiada 

Muitos empreendimentos novos são construídos em áreas valorizadas, com boa localização bem como infraestrutura completa.

Isso porque as construtoras realizam pesquisas para identificar terrenos em regiões estratégicas e com demanda para moradia.

Portanto, ao comprar um imóvel novo você tem mais chances de conseguir um ótimo endereço, perto de mercados, shoppings, parques e outros pontos de interesse.

5. Valorização futura

Por serem recém-construídos e terem acabamentos impecáveis, imóveis novos tendem a se valorizar mais rapidamente.

Além disso, alguns empreendimentos contam com valor agregado de lazer completo, segurança e conveniências, atributos que interessam a futuros compradores.

Ou seja, ao vender um imóvel novo no futuro, há boas chances de obter um alto retorno sobre o investimento inicial.

6. Segurança jurídica

Comprar direto da construtora dá mais segurança jurídica ao processo.

Até porque, o imóvel novo tem escritura recente e documentação completa, o que minimiza riscos de pendências legais.

Ademais, é possível contar com a assessoria da incorporadora em todas as etapas da transação.

7. Oportunidade de crédito

Bancos e financiadoras muitas vezes oferecem condições atraentes para o financiamento de imóveis na planta, como menores taxas de juros.

Aliás, também há casos em que parte do pagamento só começa após a entrega das chaves.

Dessa forma facilita o planejamento financeiro e permite comprar um imóvel melhor aproveitando esses benefícios.

Desvantagens de comprar um imóvel novo

Agora que vimos os prós, também é importante conhecer os contras de optar por um imóvel novo:

1. Preço mais alto

O valor de imóveis novos costuma ser bem mais salgado em comparação com usados similares.

De fato, por ser inédito e ter acabamentos impecáveis, o metro quadrado novo é bem mais caro, o que limita as opções para quem tem orçamento apertado.

2. Menor espaço interno

Atualmente, para caber no bolso da maioria dos compradores, construtoras vêm lançando unidades compactas, reduzindo metragens e áreas privativas.

Com menos espaço construído, é preciso decorar de forma mais eficiente.

Já imóveis antigos costumeiramente têm ambientes mais amplos, porém nem sempre são tão funcionais.

3. Taxas extras no financiamento

Ao financiar uma unidade na planta, o comprador precisa arcar com diversas taxas como cadastro, registros cartorários e seguros. Isso encarece o valor final pago na compra do imóvel novo.

4. Prazos de entrega

Dependendo do cronograma da obra, é preciso aguardar meses ou anos até que seja possível se mudar para o imóvel.

Enquanto isso, o comprador segue pagando aluguel ou tendo despesas na moradia atual.

5. Ausência de “feeling”

Quando você adquire um imóvel pronto, dá para conhecer todo o espaço, ter noção de luminosidade e feelings que a futura moradia transmite.

Por outro lado, o imóvel na planta é preciso decidir baseado apenas em experiências prévias.

Por isso, se prepare, pois surpresas positivas ou negativas podem aparecer.

Agora que você conhece os prós e contras de comprar um imóvel novo, vamos analisar o que esperar quando a opção for por um usado.

Vantagens de comprar um imóvel usado

Para quem busca economia ou tem outros objetivos, investir em um imóvel que já teve moradores apresenta estas vantagens:

1. Preço mais acessível

Um dos grandes atrativos de imóveis usados é o preço inferior comparado a unidades novas similares.

Aliás, encontrar opções abaixo do valor médio por metro quadrado da região é bem mais fácil.

Nesse sentido, isso amplia as possibilidades para quem tem um orçamento limitado.

Logo, também sobra dinheiro extra para eventuais reformas.

2. Negociação de valor

Quando o imóvel já está pronto, o proprietário tem mais flexibilidade para negociar o preço e fazer um desconto que caiba no bolso do comprador.

Principalmente após meses à venda sem sucesso, há espaço para conseguir um bom acordo.

3. Localização privilegiada

Em áreas consolidadas como bairros tradicionais de grandes capitais, a maioria dos imóveis disponíveis são usados.

Em suma, para quem deseja morar nessas localizações valorizadas, comprar um usado é a opção.

4. Maior espaço interno

Imóveis antigos foram projetados em outra época, quando os ambientes internos costumavam ser bem mais amplos, com salas grandes e suítes espaçosas, o que agrada muita gente.

5. Ausência de obras

Quando você compra um imóvel usado, não é preciso esperar longos períodos de construção para se mudar.

Dessa forma, em poucas semanas já é possível organizar a papelada e obter as chaves para ir morar.

6. Tradição do bairro

Vizinhanças tradicionais costumam ter uma comunidade mais integrada e comércios de rua consolidados.

Logo, isso é valorizado por quem busca se mudar para um bairro com identidade e personalidade própria.

Desvantagens de comprar um imóvel usado

Por outro lado, adquirir um imóvel que já passou por diversos moradores também tem alguns inconvenientes, como:

1. Riscos ocultos

Apesar de cuidadosas inspeções prévias, um imóvel usado pode esconder problemas não detectáveis inicialmente, como infiltrações, instalações precárias, vícios de construção, entre outros.

Por isso, que só depois de passar um tempo morando e conhecendo todos os cantos da propriedade que esses riscos ocultos podem vir à tona.

2. Necessidade de reformas

Mesmo em boas condições, um imóvel usado geralmente exige reparos e melhorias, como pintura, impermeabilização, troca de piso e revisão elétrica.

Enfim, saiba que é preciso reservar uma verba extra para essas finalidades.

3. Desatualização

Definitivamente, alguns imóveis antigos não acompanharam tendências de design e funcionalidade ao longo do tempo.

Assim, é bem comum encontrarmos cozinhas minúsculas, banheiros compartilhados, falta de suíte, pouco aproveitamento de espaço e plantas desatualizadas.

4. Documentação suspeita

Raramente o vendedor de um imóvel usado tem toda a documentação em dia, exigindo uma busca por certidões e cópias de escrituras.

Dessa forma, caso a papelada não seja regularizada antes da compra, isso pode dar muita dor de cabeça.

5. Dificuldade na revenda

A menos que o imóvel seja reformado e modernizado, unidades muito antigas e fora dos padrões atuais tendem a enfrentar dificuldade na hora da revenda.

Assim, o comprador pode não conseguir recuperar o investimento feito inicialmente.

6. Imprevisibilidade

Cada proprietário anterior tratou o imóvel de uma forma.

Da mesma forma que alguns foram zelosos na manutenção, outros descuidados.

Então, como saber quais problemas podem surgir no futuro devido a essas diferenças?

Por isso, é impossível prever como uma residência foi utilizada ao longo dos anos.

Fatores para decidir entre o tipo de imóvel: novo ou usado

Depois de verificar todas as vantagens e desvantagens de imóveis novos e usados, como definir qual é o melhor? Quais são as suas necessidades?

Confira alguns pontos para avaliar:

Orçamento disponível

O primeiro fator é o seu poder de compra. Imóveis novos são significativamente mais caros.

Então, caso seu orçamento não comporte, um usado pode ser a melhor pedida.

Mas se há verba de sobra, um novo permite comprar com mais qualidade sem precisar reformar nada.

Necessidade de financiamento

Para financiar um imóvel na planta, as condições costumam ser mais vantajosas.

No entanto, com os usados, os juros são mais elevados e muitos não aceitam crédito.

Em suma, se você não tem condições de pagar à vista, um novo lhe dará mais oportunidades de crédito.

Prazo para mudança

Se estiver com pressa em sair do aluguel e mudar o quanto antes, um imóvel usado permite receber as chaves rapidamente.

Por outro lado, unidades na planta levam meses ou anos para ficarem prontas.

Localização desejada

Em regiões mais consolidadas como centros históricos, a maioria das opções à venda são imóveis antigos.

Em resumo, para morar nessas áreas, não resta outra escolha senão comprar um usado.

Tamanho do imóvel

Caso deseje amplos cômodos, característica de imóveis antigos, opte por um usado.

Mas se busca layouts compactos e funcionais, como os de empreendimentos modernos, vai de novo.

Futura valorização

Quer garantir uma boa valorização para revender o imóvel anos depois?

Então, os novos costumam ter esse potencial maior devido à qualidade impecável.

Segurança jurídica

Para minimizar riscos com documentação, é mais seguro comprar direto da incorporadora.

Mas isso não quer dizer que imóveis usados não possam ter certidões em dia.

Estilo de construção

Se você aprecia materiais e técnicas tradicionais de construção, então, vai se encantar por imóveis com história.

Já para quem curte um visual moderninho, novo é o caminho.

Perguntas Frequentes

Ainda ficaram dúvidas?

Confira as respostas para as perguntas mais comuns:

1. Imóveis novos valorizam mais rápido que usados?

Sim, de maneira geral os imóveis novos têm uma valorização mais expressiva em menos tempo devido às condições impecáveis.

Um usado bem localizado e reformado também pode ter ótima valorização, mas demora mais.

2. Comprar direto da construtora ou de outro proprietário?

Comprar de incorporadoras dá mais segurança jurídica, enquanto de proprietários particulares você pode conseguir um valor menor.

Avalie os riscos x retorno de cada opção.

3. É possível encontrar imóveis novos mais baratos?

Sim, buscando por empreendimentos em regiões um pouco mais afastadas que estão se expandindo, você ainda consegue apartamentos novos por preços mais em conta.

4. Financiamento é mais fácil para imóvel novo ou usado?

Costuma ser mais vantajoso financiar um imóvel na planta, pois há condições especiais como menores taxas, carência e subsídios em alguns casos.

Mas também é possível obter crédito para usados.

5. Demora para se mudar ao comprar na planta ou usado?

Imóvel na planta leva em média de 12 a 48 meses para ficar pronto.

Em contrapartida, um usado permite assinar contrato, aprovar crédito e se mudar em poucas semanas ou meses.

6. Imóvel novo tem mais ou menos manutenção?

Inicialmente exige pouca manutenção, mas com alguns anos a necessidade tende a aumentar.

Já usados demandam reparos frequentes desde o início.

Por isso, o ideal é reservar sempre uma verba anual.

7. Comprar por fotos é muito arriscado?

Existe um risco maior pois não dá para conhecer o imóvel completamente.

Porém, se o empreendimento for de uma construtora renomada, o risco é bem menor.

Em suma, o ideal é conhecer ao menos a região.

8. Qual tem mais burocracia, novo ou usado?

Geralmente, costuma ser mais simples comprar de incorporadora, pois ela providencia toda a documentação necessária.

Já imóveis usados podem ter pendências não identificadas inicialmente.

9. Posso personalizar um imóvel usado também?

Sim, é possível fazer reformas e personalizar imóveis usados, alterando pisos, acabamentos, retirando paredes etc.

 Porém, as possibilidades acabam sendo menores do que comprando na planta.

10. Imóvel novo é sempre melhor?

Não necessariamente.

Isso porque, depende muito das necessidades do comprador. Imóveis usados bem localizados, amplos e com potencial de reformas podem ser ótimas pedidas também. O ideal é avaliar caso a caso.

Principais Conclusões:

●     Imóveis novos têm infraestrutura moderna, acabamento impecável e opção de personalização, porém são bem mais caros;

●     Usados apresentam preços mais acessíveis e rapidez para mudança, mas podem esconder defeitos e demandar reformas;

●     A melhor opção varia de acordo com orçamento, prazo para mudança, localização desejada e outros fatores;

●     Tanto comprar imóvel novo quanto usado tem prós e contras, por isso, o ideal é analisar cada caso pensando no seu perfil e necessidades;

●     Não existe uma opção 100% certa ou errada: sendo assim, com pesquisa e planejamento, é possível acertar tanto com novo quanto usado.

 

Dicas Finais:

●     Pesquise bastante todas as opções disponíveis antes de se decidir;

●     Inspecione cuidadosamente o imóvel escolhido e a região ao redor;

●     Tenha clareza quanto ao tempo disponível até a mudança e valor que pode investir;

●     Para usados, dê preferência a imóveis bem conservados e com documentação em ordem;

●     Negocie sempre um bom desconto, mesmo em se tratando de um novo;

●     Conte com assessoria de profissionais como engenheiros, arquitetos e advogados;

●     Reserve uma verba extra para adequações após a compra, sejam em novos ou usados.

Espero que estas dicas para comparar imóvel novo versus usado tenham sido úteis no momento de escolher o seu futuro lar.

Analise bem todos os prós e contras e não tenha pressa na decisão.

Lembre-se: o mais importante é investir em uma propriedade que atenda às suas necessidades pelo melhor preço possível!

Ficou com alguma dúvida? Faça contato conosco que teremos o prazer em te ajudar.

Continue acompanhando nosso blog.

Até a próxima.

Está gostando do conteúdo? Compartilhe:

Categorias

Mais sobre nós